Rio FM

Show da Madrugada

Erinaldo Mockbel

Governo reage a tarifa de Trump e diz que defenderá interesse brasileiro

02/12/2019 20:13

O governo federal reagiu ao anúncio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que haverá aumento das tarifas de importação do aço e alumínio do Brasil. Em nota conjunta, os ministérios das Relações Exteriores, da Economia e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento informaram que o Planalto “já está em contato com interlocutores em Washington” para tratar do assunto.

O governo assegurou ainda que “vai trabalhar para defender o interesse comercial brasileiro e assegurar a fluidez do comércio com os Estados Unidos“. De acordo com o comunicado, a intenção é ampliar o intercâmbio comercial e aprofundar o relacionamento bilateral, em benefício de ambos os países.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro disse que, se for o caso“, ele próprio telefonaria para Trump para tentar reverter a decisão do norte-americano.

Além do aço e alumínio brasileiros, também deverão ser alvos de novas tarifas dos EUA os mesmos produtos da Argentina. Ao anunciar a medida, pelo Twitter, na manhã desta 2ª feira (2.nov.2019), Trump afirmou que a desvalorização do real e do peso argentino frente ao dólar não é boa para os produtores norte-americanos.

Os EUA foram os maiores compradores de aço brasileiro no ano passado, gastando US$ 3,6 bilhões com o produto, de acordo com o anuário do Instituto Aço Brasil.  O mesmo instituto informou, em nota, que a decisão do presidente norte-americano causa “perplexidade” e é negativa à indústria produtora de aço dos Estados Unidos.

Eis a íntegra da nota conjunta dos ministérios das Relações Exteriores, da Economia e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:

O governo brasileiro tomou conhecimento de declaração do Presidente Donald Trump sobre possível imposição de sobretaxa ao aço brasileiro e já está em contato com interlocutores em Washington sobre o tema.
O governo trabalhará para defender o interesse comercial brasileiro e assegurar a fluidez do comércio com os EUA, com vistas a ampliar o intercâmbio comercial e aprofundar o relacionamento bilateral, em benefício de ambos os países.

Fonte: Poder 360

Mais Notícias

Outras Notícias

Xande e Crilan são apontados como líderes do tráfico de drogas

Continue Lendo

Na última quinta-feira (5), os conselheiros decidiram pela volta de Flávio Conceição ao tribunal apó ...

Continue Lendo

A colisão envolveu um Classic e um Grand Siena. Umas das vítimas não resistiu aos ferimentos e morre ...

Continue Lendo