Rio FM

Na Casa do Vaqueiro

Márcio Jota

Homem é preso por suspeita de matar e jogar corpos das vítimas em lago no município de Penedo, AL

20/06/2019 13:52

Um homem foi preso por suspeita de matar e manter os corpos das vítimas em um lago que fica atrás da sua casa, no Povoado Marituba do Peixe, em Penedo, município do interior de Alagoas. A informação foi confirmada ao G1 nesta quinta-feira (20) pela Polícia Militar.

Segundo o 11º Batalhão, os cadáveres estão em estado avançado de decomposição e pertencem a um homem e uma mulher. Eles foram encontrados na noite de quarta (19).

A vítima do sexo masculino era agiota do Ceará que veio cobrar uma dívida com o suspeito. Já a identidade da mulher ainda não foi revelada, mas a polícia acredita que ela não tinha parentesco com o homem morto.

"Ele veio do Ceará. Passava 10 dias aqui para cobrar dívidas das pessoas. Aí foi cobrar do acusado e acabou morto", informou o sargento Givaldo.

De acordo com a polícia, além do homicídio, o suspeito ainda roubou uma moto e dinheiro da vítima. Na casa dele, a polícia encontrou a moto roubada e uma outra com também queixa de roubo.

Segundo o sargento, depois do homicídio, o suspeito se livrou dos corpos. "Atrás da casa dele tem um lago. Ele executou e jogou os corpos lá e cobriu com palha de coqueiro e bananeira. Quando chegamos na casa vimos pegadas e o odor estava insuportável, foi aí que a gente encontrou os corpos", ressaltou o sargento.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar os cadáveres do lago.

No momento da prisão, o suspeito estava com a namorada que tem 16 anos. "Ela confirmou que viu companheiro matando o homem. Já ele nega, disse que foi outra pessoa", ressaltou o sargento.

O sargento também informou que no momento do depoimento para a polícia, o suspeito apresentou uma CNH falsa, que na verdade é de uma pessoa de Coruripe que está desaparecida desde 2012.

 
Fonte: G1/AL
Mais Notícias

Outras Notícias

É preciso educar, às vezes é preciso punir, mas também é preciso dar as condições para que o cidadão ...

Continue Lendo

Primeiras investigações indicam que não havia sinais de arrombamento no apartamento, nem evidências ...

Continue Lendo