Rio FM

Show da Rio

Márcio Jota

Seis mil pescadores e marisqueiras aguardam seguro-defeso em Sergipe

24/04/2019 07:13

O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) ainda não concluiu os procedimentos formais, deixando 6 mil pescadores sem receber o benefício do seguro-defeso em Sergipe. De acordo com informações do gerente executivo do INSS no Estado, Raimundo Brito, a morosidade é consequência do insuficiente número de servidores públicos disponíveis para atender às mais variadas demandas da instituição.

Em Sergipe, conforme Raimundo Brito, o benefício alcança 24 mil pescadores e marisqueiras, que suspendem as atividades durante o período de defeso e são amparados pelo benefício concedido pelo Governo Federal. Até o momento, conforme o gerente executivo, 18 mil benefícios já foram liberados. Estando com pendências, outros 6 mil. “São pendências do INSS, da Secretaria da Pesca, dos Sindicatos e Colônias de Pescadores”, destaca Brito.

Mas a maior dificuldade está efetivamente na escassez de pessoal para dar prosseguimento aos processos. Conforme Raimundo Brito, apenas neste ano, 85 servidores que atuavam em Sergipe deixaram a instituição, beneficiados pela aposentadoria, sem que haja previsão de concurso público para substituí-los.

Nesta semana, segundo Raimundo Brito, o INSS em Sergipe recebeu uma equipe especial de outras unidades da federação que terão a missão de analisar todos os procedimentos e concluir os processos para a concessão do benefício. A perspectiva é que todos os benefícios cheguem aos benefícios nas próximas três semanas.

por Cassia Santana, Infonet

Mais Notícias

Outras Notícias

Jairo também não tem negado interesse de disputar a Prefeitura.

Continue Lendo

Medidas protetivas de afastamento do lar serão aplicadas também pela autoridade policial nos casos d ...

Continue Lendo

As medidas recomendadas pelo MP fazem parte de uma campanha para educar os itabaianenses no trânsito ...

Continue Lendo

Cabe recurso e a defesa já confirmou que irá recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supr ...

Continue Lendo