Rio FM

Show da Rio

Márcio Jota

Assassinato de Marielle completa 1 ano sem descoberta do mandante

14/03/2019 09:28

Mulher, negra e defensora dos direitos humanos, a vereadora Marielle Franco (Psol-RJ) foi assassinada em 14 de março de 2018. Sua morte completa 1 ano nesta 5ª feira (14.mar.2019) sem o esclarecimento de quem encomendou o crime.

Na noite do assassinato, a vereadora do Psol carioca voltava para casa de 1 evento chamado “Jovens negras movendo as estruturas”, na Lapa.

No carro, ela e seu motorista, Anderson Gomes, foram baleados, respectivamente, por 4 e 3 tiros, no centro do Rio. Os 2 morreram na hora. Fernanda Chaves, assessora de imprensa dela, abaixou-se rapidamente e não foi atingida.

Nessa 3ª feira (12.mar.2019), duas pessoas foram presas suspeitas de participarem do crime e ligadas a milícias. Os acusados são Ronnie Lessa, policial militar reformado, 48 anos, e o ex-policial militar Elcio Vieira de Queiroz, 46.

Os suspeitos foram denunciados pelos Ministério Público. Segundo a denúncia, Lessa efetuou os disparos que atingiram Marielle e Anderson, e Elcio dirigiu o carro. Os advogados negaram que seus clientes tenham cometido o crime.

De acordo com Simone Sibilio, coordenadora do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), os investigados tinham repulsa pela atuação política da vereadora. O crime pode ter sido encomendado, mas ainda não se sabe quem foi o mandante.

“Essa motivação para o crime é decorrente da atuação política dela na defesa das causas, mas não inviabiliza o possível mando mediante pagamento por promessa de recompensa”, disse, na 3ª feira.

“É possível que tenha mandante? É possível como é possível que não tenha. Mas nenhuma linha é descartada… os possíveis mandantes serão investigados nos autos desmembrados que estão sob sigilo”, afirmou a promotora.

A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro informou ainda que haverá uma 2º etapa de investigações sobre o homicídio da vereadora. Serão investigados possíveis mandantes do crime e o paradeiro do carro utilizado no dia do assassinato.

Fonte: Poder 360

Mais Notícias

Outras Notícias

Jairo também não tem negado interesse de disputar a Prefeitura.

Continue Lendo

Medidas protetivas de afastamento do lar serão aplicadas também pela autoridade policial nos casos d ...

Continue Lendo

As medidas recomendadas pelo MP fazem parte de uma campanha para educar os itabaianenses no trânsito ...

Continue Lendo

Cabe recurso e a defesa já confirmou que irá recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supr ...

Continue Lendo