Rio FM

Sintese em Ação

Professor Milano

Bahia arranca empate e complica ainda mais os sonhos do Palmeiras no Brasileirão

Bahia arranca empate e complica ainda mais os sonhos do Palmeiras no Brasileirão

13/10/2017 02:21

 

As chances de título do Palmeiras são cada vez mais remotas. Jogando no Pacaembu nesta quinta-feira, o time alviverde até abriu boa vantagem no placar, mas acabou cedendo o empate por 2 a 2 ao Bahia e se complicou ainda mais na competição.

Willian, logo no primeiro minuto de jogo, e Bruno Henrique marcaram os gols palmeirenses, mas Edigar Junio, duas vezes, deixou tudo igual para o Bahia.

 




 

O empate deixa o time alviverde com 44 pontos, já com 14 de desvantagem para o líder Corinthians. O time, ao menos, está em quinto lugar, na zona de classificação direta à próxima Libertadores – já que o Cruzeiro, já garantido, está dentro do G-4. 

Até por isso, a torcida protestou depois do apito final: "Não é mole, não. Muito dinheiro pra pouca obrigação".

Já o Bahia comemora ter se mantido fora da zona de rebaixamento. O time tem 32 pontos, um a mais que o São Paulo, primeiro time dentro da degola hoje. 

Os dois times voltam a campo no domingo. O Palmeiras vai até Goiânia enfrentar o lanterna Atlético-GO. Já o Bahia recebe o líder Corinthians.

  • Os gols

O placar foi aberto logo no primeiro minuto de jogo.

Deyverson achou espaço pela esquerda e cruzou forte. Moisés apareceu sozinho na primeira trave, mas só conseguiu desviar de coxa. Acabou servindo como assistência: Willian chegou de carrinho no meio da pequena área para completar para as redes.

Palmeiras e Bahia ficaram no empate no Pacaembu©

Gazeta Press Palmeiras e Bahia ficaram no empate no Pacaembu

Aos 38, veio o segundo. E em uma bela jogada de sorte. Bruno Henrique deixou com Deyverson, que cruzou para Tchê Tche ajeitar de peito para Willian. O atacante errou o chute, mas ‘devolveu’ a assistência sem querer e deixou Bruno Henrique na boa para completar para o gol.

Nos acréscimos da primeira etapa, porém, veio o desconto. Após cobrança de escanteio da direita, Edigar Junio apareceu sozinho para cabecear para o gol.

O Bahia pressionou muito e vinha parando em uma noite inspiradíssima de Fernando Prass. Aos 42 do segundo tempo, porém, achou o pênalti que lhe daria o empate. Róger Guedes, que havia acabado de entrar em campo, tropeçou sozinho e acabou derrubando Mendoza. O juiz marcou e, na cobrança, Edigar Junio chutou com perfeição para deixar tudo igual

ESPN.com.br

 

Mais Notícias

Outras Notícias

Garotinho inicia greve de fome em presídio no Rio

Continue Lendo

Decreto reduz horário de verão em cerca de 15 dias

Continue Lendo

MEC libera R$ 290 milhões para custeio de universidades

Continue Lendo

Ceac terá sede no Shopping Peixoto, em Itabaiana

Continue Lendo